O site de referência sobre Gestão de Pessoas.
Conheça os cursos online e os eventos virtuais do RH.com.br
Pesquisar
« Pesquisa Avançada »






09/06/2016
RH » Responsabilidade Social » Notícia Enviar Comentar Compartilhar Imprimir

Embraco busca meta zero de resíduos orgânicos até final do ano

Depois de alcançar a marca de zero resíduos industriais enviados ao aterro municipal, em 2015, a Embraco apresenta uma meta tão desafiadora quanto a anterior para 2016: zero resíduos de alimentos encaminhados ao aterro até o final deste ano. O processo para a destinação sustentável dos materiais passa por criteriosa análise ambiental sobre o potencial de tecnologia desse produto, assim como um estudo de possíveis receptores e transportadores para os resíduos. Ainda são avaliadas a viabilidade de cada solução e a destinação é colocada em prática.

Quanto ao descarte dos resíduos orgânicos do refeitório, a empresa firmou uma parceria para que os materiais sejam transformados em ração animal. Além disso, também será avaliada uma destinação viável para os resíduos de alimentos dos setores administrativos. Ao mesmo tempo, o processo de separação do lixo orgânico e reciclável vem sendo enfatizado em todos os setores, para que novas soluções possam entrar em prática. "Sempre buscamos formas de diminuir nosso impacto ambiental e a redução da produção de resíduos contribui de forma clara e eficiente nesse processo", relata Emerson Zappone, diretor da Planta Brasil.

A extinção da produção de resíduos industriais e alimentares, partindo do reaproveitamento desses materiais, faz parte do projeto "Zero Aterro", iniciado em 2013. A iniciativa apresenta como compromisso encerrar completamente, até 2018, o envio de resíduos para o aterro das operações de compressores da Embraco. Ao longo dos anos, importantes metas já foram alcançadas visando a esse objetivo em comum.

Os números identificam o alcance desse processo. Em 2014, foi evitado o envio de 532 toneladas de resíduos na planta Brasil, em Joinville - SC, (quantidade suficiente para cobrir um campo de futebol com 10 cm de altura), o que gerou mais de R$ 63 mil em benefícios financeiros, entre custos reduzidos e geração de receita. Já no ano passado, com a aplicação da metodologia World Class Manufacturing (WCM), a fábrica de Joinville encerrou o envio dos resíduos industriais para o aterro, a partir de princípios que orientam a redução e eliminação da geração de resíduos e terminam por reaproveitar, reciclar e recuperar os materiais.

Entre as ações colocadas em prática para minimizar o impacto dos materiais ainda enviados ao aterro, a empresa implantou métodos mais modernos e ecologicamente eficientes para 100% das destinações. Alguns exemplos são a higienização de EPI's, a reciclagem de materiais de construção civil e o reaproveitamento energético de resíduos não recicláveis através do coprocessamento.


FONTE: In Press Assessoria de Comunicação

 

Palavras-chave: | Embraco | Emerson Zappone | cidadania |

  • O que você achou? Avalie:
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
Enviar Comentar Compartilhar Imprimir
CONTEÚDO RELACIONADO
COMENTÁRIOS (0)
Ainda não há comentários.

Seja o primeiro, clique no ícone disponível logo acima e faça seus comentários.
PUBLICIDADE
Produtos RH.com.br

+ lidas
+ comentadas
+ enviadas
+ recentes
Produtos RH.com.br

Curso Online do RH.com.br

Curso Online do RH.com.br



RH.com.br no Twitter


PUBLICIDADE
Os textos publicados não representam, necessariamente, a opinião dos responsáveis pelo site RH.com.br. Confira o nosso Termo de Responsabilidade.
Todos os direitos reservados. É expressamente proibida qualquer reprodução.