O site de referência sobre Gestão de Pessoas.
Conheça os cursos online e os eventos virtuais do RH.com.br
Pesquisar
« Pesquisa Avançada »






30/11/2015
RH » Qualidade de Vida » Notícia Enviar Comentar Compartilhar Imprimir

Brasileiros valorizam o trabalho remoto

Nova pesquisa realizada pela Regus, líder mundial em soluções flexíveis de espaços de trabalho, mostra que a crescente necessidade de melhorar a qualidade de vida do colaborador é um dos fatores decisivos para o aumento da flexibilidade no trabalho.

A pesquisa, que contou com a opinião de mais de 44 mil executivos baseados em mais de 100 países diferentes, mostrou que para 62% dos respondentes brasileiros, o equilíbrio entre a vida pessoal e profissional é um dos motivadores para o aumento na demanda por trabalho flexível. Constatou-se também que as companhias que desejam tornar-se mais ágeis e capazes de lidar com a rápida evolução das condições de mercado podem estar no caminho para essa tendência.

O levantamento apontou, ainda, que 50% dos trabalhadores brasileiros enxergam a possibilidade de trabalhar perto de casa como ponto-chave de motivação para que essa modalidade de trabalho cresça nas estatísticas. Ainda, para 42% dos entrevistados no Brasil, o custo cada vez mais alto do deslocamento de casa para o trabalho configura-se também como um dos pontos para crescimento da tendência para o trabalho flexível.

Outros resultados importantes da pesquisa:
• 27% dos brasileiros disseram que o desejo das empresas em atrair talentos polivalentes é um dos principais motivos para a liberação do trabalho flexível;
• 55% pensam que a necessidade das organizações em se manterem ágeis e capazes de responder às demandas do mercado colabora para o aumento dessa tendência no país;
• 15% disseram que o trabalho flexível é uma alternativa para a redução de gastos com aluguéis de espaços fixos para as empresas.

"Esta pesquisa confirma que o trabalho flexível aumenta a eficiência e reduz os custos, visto que os negócios podem diminuir gastos com espaços de escritório pouco utilizados e operar de forma mais ágil, auxiliando em uma tomada de decisões focada nas necessidades reais'', afirma Dante Rightetto, diretor da Regus no Brasil.

"Mesmo que os motivadores para o trabalho flexível sejam diferentes para as empresas e empregados, ambos têm a ganhar. O fato que as empresas já estejam se beneficiando dessa tendência para aumentar a sua agilidade é uma boa notícia. Além disso, ajudar os colaboradores a encontrar um equilíbrio mais satisfatório entre a vida pessoal e profissional cria uma força de trabalho mais saudável e produtiva", conclui Righetto.


FONTE: RMA Comunicação

 

Palavras-chave: | Regus | Dante Rightetto teletrabalho | qualidade de vida no trabalho |

  • O que você achou? Avalie:
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
Enviar Comentar Compartilhar Imprimir
CONTEÚDO RELACIONADO
COMENTÁRIOS (0)
Ainda não há comentários.

Seja o primeiro, clique no ícone disponível logo acima e faça seus comentários.
PUBLICIDADE
Produtos RH.com.br

+ lidas
+ comentadas
+ enviadas
+ recentes
Produtos RH.com.br

Curso Online do RH.com.br

Curso Online do RH.com.br



PUBLICIDADE
Os textos publicados não representam, necessariamente, a opinião dos responsáveis pelo site RH.com.br. Confira o nosso Termo de Responsabilidade.
Todos os direitos reservados. É expressamente proibida qualquer reprodução.