O site de referência sobre Gestão de Pessoas.
Conheça os cursos online e os eventos virtuais do RH.com.br
Pesquisar
« Pesquisa Avançada »






17/02/2016
RH » Mudança » Artigo Enviar Comentar Compartilhar Imprimir

Enfrente a crise com seu time

Por Flávia Garbo para o RH.com.br

É interessante observar que, em momentos difíceis, muitas empresas adotam resoluções que envolvem a redução de custos com os funcionários, seja através do desligamento de colaboradores, seja cortando verbas antes destinadas ao desenvolvimento, à capacitação e à motivação da equipe.

Mas, o que nem todos percebem, é que este é o momento em que a organização mais precisa de profissionais competentes para garantir a produtividade, aumentar as vendas, reduzir despesas com fornecedores através de negociações inteligentes etc.

O fato é que muitos empresários já não acreditam na força do ser humano em superar as adversidades ou no comprometimento do mesmo com os resultados corporativos. É o ceticismo que faz com que estes ainda enxerguem o quadro de funcionários como despesas a serem reduzidas ao primeiro sinal de recessão.

Mas a folha de pagamento nem sempre é uma despesa. Na maioria dos casos, são as pessoas que ali estão que podem promover uma virada na situação da empresa, já que a ação do time impacta diretamente nos resultados corporativos.

E, para que isto ocorra, a equipe deve ser bem contratada, capacitada e motivada. Por isto é que eu sempre insisto em dizer que o departamento de Recursos Humanos tem uma grande parcela de contribuição para os resultados corporativos.

De fato, não é o RH que compra os insumos, que opera a máquina na produção, que vende ou que presta o serviço ao cliente, mas, certamente, ele é o responsável por contratar, treinar e motivar as pessoas que fazem estas atividades.

Ok, ok, eu sei que nem sempre a área de RH tem este poder, já que, em alguns casos, a autonomia da área é limitada por questões culturais e políticas da organização. E, normalmente, este é uma das situações em que o empresário já não acredita na área.

Mas eu sempre digo que o RH tem que dar resultado! Se as iniciativas da área não estão gerando resultados para a organização, devem ser cuidadosamente repensadas, e não simplesmente descartadas. Muitas vezes o problema não está nas ferramentas, mas na forma de utilizá-las. Observe, avalie e repense!

Enfim, o caminho para a saída da crise está nas pessoas! Tenha certeza disto! Sairá renovada a empresa que não somente reter seu capital intelectual, mas aprimorá-lo para as circunstâncias. Afinal, como se diz: "mares tranquilos não formam bons marinheiros"! Pense nisso!

 

Palavras-chave: | equipe | talento | aprendizagem | competência |

  • O que você achou? Avalie:
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
Enviar Comentar Compartilhar Imprimir
CONTEÚDO RELACIONADO
COMENTÁRIOS (0)
Ainda não há comentários.

Seja o primeiro, clique no ícone disponível logo acima e faça seus comentários.
PUBLICIDADE
Produtos RH.com.br

+ lidas
+ comentadas
+ enviadas
+ recentes
Produtos RH.com.br

Curso Online do RH.com.br

Curso Online do RH.com.br



PUBLICIDADE
Os textos publicados não representam, necessariamente, a opinião dos responsáveis pelo site RH.com.br. Confira o nosso Termo de Responsabilidade.
Todos os direitos reservados. É expressamente proibida qualquer reprodução.