O site de referência sobre Gestão de Pessoas.
Conheça os cursos online e os eventos virtuais do RH.com.br
Pesquisar
« Pesquisa Avançada »






27/06/2016
RH » Motivação » Entrevista Enviar Comentar Compartilhar Imprimir

Qual a sutil diferença entre inspirar e motivar os talentos?

Por Patrícia Bispo para o RH.com.br

Uma empresa que não é capaz de contar com um time inspirado possui grande chance de abrir espaço para a concorrência e até mesmo colocar em risco a sua existência no mercado. E isso não é uma "mera" afirmação, uma vez que uma empresa só tem existe quando as pessoas que nela atuam são capazes de superarem desafios nas situações mais adversas e isso, por sua vez, exige a presença não apenas de um time motivado, mas sim inspirado focado para a obtenção de resultados que estão são claramente divulgados no meio organizacional em que se encontram inseridos.
De acordo com Celia Foja, a diretora da People Strategy, é preciso que os dirigentes organizacionais fiquem atentos, uma vez que existe um diferencial entre motivar e inspirar talentos. "Há uma diferença sutil entre inspirar e motivar. Inspirar está mais relacionado a engajar e motivar, a estar comprometido com algo. Lembrando que um líder não motiva - ele cria condições para que tal situação se estabeleça", esclarece.
Em entrevista concedida ao RH.com.br, Foja também cita que um líder inspirador é aquele que tem uma clara visão do futuro, que mobiliza pessoas em direção a este futuro e estabelece uma relação de confiança com sua equipe. "Ele é o exemplo a ser seguido. Demonstra coerência entre seu discurso e prática", complementa.
Sem dúvida alguma, esta é uma entrevista que merece a sua atenção, principalmente em um momento em que as empresas precisa, cada vez mais, contar com times formados por talentos inspirados por uma causa, por algo que os leve a superarem seus limites. Boa leitura e até breve!


RH.com.br - Inspirar um profissional tem o mesmo significado que motivá-lo?
Celia Foja - Há uma diferença sutil entre inspirar e motivar. Inspirar está mais relacionado a engajar e motivar, a estar comprometido com... Lembrando que um líder não motiva - ele cria condições para tal... Quando nós falamos que uma pessoa está engajada, dizemos que ela se identifica com aquele propósito, com a causa. Quando uma pessoa está motivada, esta encontra motivos naquela situação, para agir. Esse motivo não necessariamente está vinculado ao propósito da empresa. Ela pode estar motivada por questões de financeiras, por exemplo. O líder que inspira o faz para algo maior.
Inspirar é fazer nascer o entusiasmo "por". Como cita o dicionário de português "é fazer no coração, no espírito, um sentimento, um pensamento..."

RH - No contexto organizacional, sempre o primeiro personagem que deve servir de exemplo de inspiração é o líder?
Celia Foja - O líder é uma referência para os colaboradores. Depositamos nele a responsabilidade de desempenhar um papel institucional e, portanto, que ele reúna condições de inspirar sua equipe. Uma equipe engajada atua num clima positivo o que gera melhores resultados para todos. Mas, às vezes, encontramos em outras pessoas, que não sejam líderes, a fonte de inspiração, seja pela sua trajetória na empresa, pelo exercício da cultura e dos valores da empresa ou pela sua história de vida.

RH - O que caracteriza um líder inspirador?
Celia Foja - Um líder inspirador é aquele que tem uma clara visão do futuro, que mobiliza pessoas em direção a este futuro e estabelece uma relação de confiança com sua equipe. Ele é o exemplo a ser seguido. Demonstra coerência entre seu discurso e prática. Para tanto, precisa em primeiro lugar, demonstrar interesse genuíno pelas pessoas, acreditar nelas e estabelecer uma relação positiva através do diálogo.

RH - Através de treinamentos ou de processos como o coaching, é possível "aprender" a ser um líder inspirador ou essa é uma característica que nasce com a pessoa?
Celia Foja - Liderança é uma habilidade e, portanto, passível de ser desenvolvida. Alguns terão mais facilidade se já trouxerem em sua história, interesse por pessoas, por atuar em equipe. O desafio é como desenvolver essa habilidade sendo verdadeiro e não só cumprindo um papel por ser este um "bom modelo de liderança". Falamos de desafio, pois isto tem a ver com seus modelos, suas crenças, seus valores. Algo mais estrutural e que nem sempre são fáceis de acessar, de aceitar e de mudar.

RH - Qual a competência considerada essencial nesse tipo de liderança?
Celia Foja - Sem dúvida alguma a comunicação, pois para se estabelecer uma comunicação efetiva é preciso "querer" e esse "querer" envolve pensar no outro, ser empático, ter compaixão.

RH - Um líder inspirador é fundamental para a formação de novos líderes?
Celia Foja - Seria um ótimo começo, mas nem sempre teremos um líder inspirador como referência. O que vemos é o profissional desenvolver esse papel mais pelas suas crenças do que pelo modelo dentro da organização. Muitas vezes seu modelo de referência está fora da empresa, o que não invalida o processo.

RH - Que impactos uma liderança inspiradora proporciona a um time?
Celia Foja - A liderança inspiradora promove um clima positivo e com isso a possibilidade de despertar em cada um, o melhor de si. Ela é a fonte mobilizadora para o desenvolvimento, pois cada um do time irá buscar a superação, os seus limites. É a possibilidade do colaborador de se sentir pleno: estar no lugar certo, na hora certa, fazendo a coisa certa. Talvez possamos chamar isso de realização em seu sentido mais amplo.

RH - Quais os principais benefícios que o líder inspirador traz às organizações?
Celia Foja - Pesquisas mostram que um clima favorável alavanca resultados. Ou seja, esse modelo de liderança permite que as pessoas trazendo o melhor de si dentro de um determinado contexto, contribuam mais para a organização, gerando melhores resultados. Equipes engajadas se autodesafiam. Quem não gostaria de ter uma equipe assim? Assim um líder inspirador trará resultados tanto para o colaborador em seu papel individual como para empresa. Ambos crescem e se desenvolvem como esse modelo de liderança.

RH - No dia a dia, que ações o líder deve adotar para inspirar os liderados?
Celia Foja - Estar aberto ao diálogo, ouvir atentamente as pessoas. Dar clareza do propósito: deixar claro o "porquê" mais do que "o quê, o como". Ser firme: há momentos em que o grupo precisa de direcionamento claro. Há momentos em que o papel do líder será de apoiador. É importante não confundir a liderança inspiradora com os estilos de liderança que encontramos em nossas referencias bibliográficas. Um líder inspirador irá analisar a situação e adotar o melhor estilo de liderança, mas sem deixar de considerar os interesses da empresa e do grupo.

RH - Que orientações a senhora daria para aquele líder que deseja se tornar uma fonte de inspiração para seu time, mas ainda encontra gaps no "caminho"?
Celia Foja - Invista no seu autodesenvolvimento. Reconhecer suas capacidades, suas crenças, seus valores é fundamental para que se construa um líder que seja um exemplo. Peça feedback para seus pares, seus colaboradores, seus líderes e pessoas que você reconheça. Estude. Busque novos referenciais. O mais importante: não tente imitar comportamentos. Seja você mesmo nesta busca. Seja humilde para reconhecer que há um caminho a ser seguido e que você está dando os primeiros passos.

 

Palavras-chave: | Celia Foja | estilo de liderança | equipe |

  • O que você achou? Avalie:
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
Enviar Comentar Compartilhar Imprimir
CONTEÚDO RELACIONADO
COMENTÁRIOS (0)
Ainda não há comentários.

Seja o primeiro, clique no ícone disponível logo acima e faça seus comentários.
PUBLICIDADE
Produtos RH.com.br

+ lidas
+ comentadas
+ enviadas
+ recentes
Produtos RH.com.br

Curso Online do RH.com.br

Curso Online do RH.com.br



PUBLICIDADE
Os textos publicados não representam, necessariamente, a opinião dos responsáveis pelo site RH.com.br. Confira o nosso Termo de Responsabilidade.
Todos os direitos reservados. É expressamente proibida qualquer reprodução.