O site de referência sobre Gestão de Pessoas.
Conheça os cursos online e os eventos virtuais do RH.com.br
Pesquisar
« Pesquisa Avançada »






01/08/2016
RH » Liderança » Artigo Enviar Comentar Compartilhar Imprimir

Os problemas de gestão em todos os níveis

Por Luciano Muchiotti para o RH.com.br

Qualquer pessoa sabe que os funcionários fazem coisas erradas, não é isso? Que o funcionário não fez o procedimento correto, não fechou a porta, não apagou a luz, não viu isso, não viu aquilo entregou o relatório errado e tudo mais, sempre o funcionário.

Mas, qual funcionário?

Normalmente referem-se aos funcionários da área operacional, administrativa, da produção, do escritório, do transporte e por aí vai.

E o gerente, o coordenador, o diretor, o proprietário da empresa, o superintendente, em que momento eles são lembrados? Eles também são funcionários, e por acaso eles não fazem nada de errado, certo? Grande mentira. Esse pessoal faz muita coisa errada, porém não são muito lembrados não é verdade?

Ocorre é que a corda arrebenta sempre do lado mais fraco, certo? Pelo menos na prática é exatamente isso. Entre o gerente, por exemplo, e seu subordinado a corda arrebenta em qual lado mesmo? Será que foi o subordinado quem fez o relatório errado, ou o seu gerente não soube se expressar e pediu errado? Que dúvida cruel, não é mesmo, ainda mais sabendo como as coisas acontecem nas organizações.

Infelizmente a realidade da esmagadora maioria dos funcionários é sempre ser penalizado por algo que fez, ou deixou de fazer.

Entendo que essa grande maioria não está na gerência, na direção, em cargos de gestão, e por isso há um pequeno desconto devido a este fato, mas isso não melhora em nada o poder do cargo ocupado somado à falta de responsabilidade em assumir seus erros. Como já é do conhecimento de todos, é mais fácil jogar a responsabilidade para o outro, passar o bastão e pronto.

Errar é humano? Não há dúvidas sobre isso, mas assumir os erros seria algo ainda mais humano, e esse público que está mais acima na hierarquia deveria estar consciente disso.

Claro que existem as exceções, praticamente em todas as situações, mas o poder do cargo ocupado supera todas as expectativas.

Portanto, vale a pena pensar um pouco antes de tomar certas atitudes, principalmente se você for o exemplo da equipe. Então seja um bom exemplo, sirva como um bom líder servidor e conquiste acima de tudo a admiração de sua equipe.

Leia o livro, Como se Tornar um Líder Servidor , de James C. Hunter, e pratique.

Forte abraço!

 

Palavras-chave: | produtividade | equipe | estilo de liderança |

  • O que você achou? Avalie:
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
Enviar Comentar Compartilhar Imprimir
CONTEÚDO RELACIONADO
COMENTÁRIOS (0)
Ainda não há comentários.

Seja o primeiro, clique no ícone disponível logo acima e faça seus comentários.
PUBLICIDADE
Produtos RH.com.br

+ lidas
+ comentadas
+ enviadas
+ recentes
Produtos RH.com.br

Curso Online do RH.com.br

Curso Online do RH.com.br



PUBLICIDADE
Os textos publicados não representam, necessariamente, a opinião dos responsáveis pelo site RH.com.br. Confira o nosso Termo de Responsabilidade.
Todos os direitos reservados. É expressamente proibida qualquer reprodução.