O site de referência sobre Gestão de Pessoas.
Conheça os cursos online e os eventos virtuais do RH.com.br
Pesquisar
« Pesquisa Avançada »






26/04/2016
RH » Liderança » Artigo Enviar Comentar Compartilhar Imprimir

Você quer ser um chefe ou um líder?

Por Villela da Matta para o RH.com.br

Em tempos de instabilidade econômica, muitos profissionais que ocupam cargos de liderança têm se perguntado que iniciativas devem tomar para atuar de forma mais ativa e eficaz nesse cenário. Muitos querem saber se, de fato, estão sendo apenas chefes com bom desempenho ou se estão atuando como líderes eficientes para impulsionar suas empresas rumo à superação da crise.

Fazer frente aos novos desafios organizacionais não tem sido tarefa fácil para ninguém, mas uma coisa é certa: gestores que possuam competências de liderança desenvolvidas passam a ser determinantes para o sucesso das empresas neste momento. Líderes - e não chefes - compreendem que para a conquista de resultados é essencial saber lidar com maestria com seus subordinados, conduzindo e inspirando continuamente o time em prol dos objetivos da organização.

O êxito do líder deve-se em boa parte às metas que ele propõe e ao estímulo que ele oferece para a concretização delas. Quanto mais ampla a visão do líder, mais longe o time poderá chegar - isso porque os desafios superados elevam a confiança dos envolvidos e os mantêm conectados ao desempenho da empresa como um todo.

Por esse motivo, é importante entender quais características incidem na percepção de cada perfil, e quais são as consequências que esses aspectos acabam trazendo para você, para seu time e para sua empresa. Conheça agora alguns fatores que diferenciam a atuação de um chefe e a de um líder:

Você centraliza?

Dar ordens restritas e com tantas especificações que só você mesmo pode realizar, ou não reservar tempo para passar instruções que permitam que sua equipe possa realizar as tarefas solicitadas, é prejudicial para os resultados. Dessa forma, toda responsabilidade fica centralizada no chefe, o que o impede de acompanhar a equipe, perdendo a oportunidade de desenvolver sua liderança, bem como as competências táticas e técnicas de seus colaboradores. Tal modelo de liderança faz com que todos os resultados fiquem centralizados em uma pessoa só. Sendo assim, a equipe pode se sentir desmotivada, o que é prejudicial tanto para o desenvolvimento do time quanto para os objetivos da empresa.

Você abdica?

Essa é com certeza umas das mais inadequadas formas de coordenar ou gerenciar um projeto. Isso porque, ao abdicar, o chefe passa certa ordem exigindo resultados, sem ao menos saber se a equipe está qualificada para realizar ou nem mesmo fazendo um acompanhamento do processo para averiguar se tudo está seguindo o planejamento, ou ainda pior, não sabe as especificidades do projeto, de forma que se torna impossível a delegação de tarefas assertiva e coerente com os prazos estipulados. Ao abdicar essas e outras tarefas, o chefe se "livra" de toda a responsabilidade pelo andamento e resultado da tarefa solicitada, para que assim a culpa, caso algo dê errado, seja somente da equipe.

Você delega?

Delegar tarefas é a maneira mais adequada para coordenar, gerenciar ou direcionar projetos. Esse é um verdadeiro modelo de liderança, pois acompanha todo o processo de seus subordinados, vendo quais são seus pontos a serem melhorados, orientando no que é preciso e os apoiando para que possam compartilhar as responsabilidades, bem como os méritos pelos resultados. Propiciando esse tipo de ambiente, o time estará confortável para interagir com seu líder e a sintonia entre os demais é plena, de modo que as tarefas são executadas da maneira mais qualificada possível.

Portanto, podemos dizer que quando um líder desempenha seu papel com eficiência ele percebe sinais e age de forma rápida e decisiva, antecipando-se às mudanças, minimizando os riscos potenciais e otimizando as oportunidades que estão no bojo das grandes transformações globais. É assim que os desafios dão origem às oportunidades. E é assim que o líder passa a atuar num nível muito mais avançado e eficaz de liderança, o único capaz de torná-lo um protagonista à altura de um cenário pleno de desafios. Eu defino líderes desse nível como líderes coach, pois são capazes de alavancar o potencial e elevar a performance do capital humano de uma organização.

Mas como saber se você é esse líder? Líderes coaches costumam ser reconhecidos por:

1 - Auxiliar a equipe a atingir seu potencial máximo: a equipe é desenvolvida de forma constante e apresenta alto desempenho nas entregas.

2 - Estimular o sentimento de parceria e de pertencimento entre colegas: o engajamento e sinergia entre colegas são pilares do seu trabalho.

3 - Motivar os funcionários estabelecendo confiança e comunicação: ele inspira e motiva seus funcionários, estabelece empatia e adota a transparência no diálogo com todos.

4 - Criar alinhamentos entre os objetivos organizacionais e pessoais: ele sabe que para alguém desempenhar bem um trabalho precisa haver correspondência de valores junto à empresa que atua. Ele contribui nessa ligação.

5 - Gerar resultados positivos por longo prazo: as pessoas não desmotivam, mesmo nos períodos de crise, e conseguem manter o alto desempenho das suas funções por longo prazo.

6 - Aprender novas habilidades e reconhecer que a liderança é um processo de aprendizagem: líderes não se acomodam e acreditam que o desenvolvimento contínuo é a única forma de sustentar uma atuação positiva, de alto impacto.

7 - Assumir as tarefas de definir metas visando à máxima performance: líderes sabem que a zona de conforto é um perigo constante. Eles estipulam desafios às suas equipes visando sempre resultados de alta performance.

 

Palavras-chave: | estilo de liderança | equipe | competência |

  • O que você achou? Avalie:
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
Enviar Comentar Compartilhar Imprimir
CONTEÚDO RELACIONADO
COMENTÁRIOS (0)
Ainda não há comentários.

Seja o primeiro, clique no ícone disponível logo acima e faça seus comentários.
PUBLICIDADE
Produtos RH.com.br

+ lidas
+ comentadas
+ enviadas
+ recentes
Produtos RH.com.br

Curso Online do RH.com.br

Curso Online do RH.com.br



PUBLICIDADE
Os textos publicados não representam, necessariamente, a opinião dos responsáveis pelo site RH.com.br. Confira o nosso Termo de Responsabilidade.
Todos os direitos reservados. É expressamente proibida qualquer reprodução.