O site de referência sobre Gestão de Pessoas.
Conheça os cursos online e os eventos virtuais do RH.com.br
Pesquisar
« Pesquisa Avançada »






04/07/2016
RH » Desenvolvimento » Artigo Enviar Comentar Compartilhar Imprimir

Como estou indo?

Por Marco Fabossi para o RH.com.br

Uma das maiores franquias de pizzas dos Estados Unidos percebeu que muitos de seus clientes estavam insatisfeitos com seu principal produto, a pizza. E apesar dos bons resultados financeiros, em vez de desconsiderar a insatisfação dos clientes, criou grupos focais para saber o que seus consumidores realmente achavam de seus produtos. Foi difícil assimilar o resultado, mas, por mais incrível que possa parecer, muito deles não gostavam do sabor da pizza.

Incomum, contudo, foi a forma como a companhia reagiu. Em vez de esconder essa informação, a empresa veiculou comerciais permitindo que seus clientes realmente expressassem o que pensavam do sabor de sua pizza. Então, o presidente da empresa apareceu em anúncios na TV pedindo desculpas aos consumidores e fazendo uma promessa: "Nós ouvimos você! Você sabe que, às vezes, precisamos fazer mudanças. Por favor, dê-nos uma nova chance", e com novo sabor e novas embalagens, provocou uma notável mudança favorável nos anos que se seguiram.

Apesar de ser uma das principais ferramentas de desenvolvimento de pessoas, a falta de Feedback honesto e assertivo é também um dos principais motivos do insucesso de muitos profissionais.

Os "tapinhas nas costas" e elogios fazem bem ao ego e à autoestima, mas não o ajudarão a melhorar: se você deseja realmente crescer como ser humano e profissional, invista tempo na construção de um ambiente onde as pessoas tenham o desejo de conversar abertamente com você sobre a percepção delas sobre o que você faz (ou deixa de fazer). Compreenda que, apesar das boas intenções, suas ações e comportamentos podem estar gerando resultados diferentes daqueles que gostaria, e você só ficará sabendo disso se permitir que alguém lhe conte.

Pode ser que a forma das pessoas darem Feedback não o agrade (e essa será uma ótima desculpa pra não ouvi-las), mas relaxe; o que menos importa na hora de receber Feedback é preocupar-se com o jeito que ele chega, porque, independentemente da forma, se você estiver atento ao que está sendo dito, certamente encontrará algo que pode ajudá-lo a crescer.

Se, contudo, você preferir questionar a forma que o Feedback está sendo realizado, justificá-lo ou rejeitá-lo de alguma maneira, provavelmente deixará de contar com os Feedbacks dessa pessoa e, consequentemente, estará fechando uma porta para o seu desenvolvimento, porque ninguém muda ninguém, mas ninguém muda sozinho, e o primeiro passo para a mudança é a consciência. Portanto, se deseja verdadeiramente melhorar, precisa gerar nas pessoas o desejo de participar desse processo, e não afastá-las dele.

Isso não significa concordar com tudo o que foi dito, mas se dar ao menos a chance de escutar, refletir e processar o Feedback sem que suas emoções o rejeitem. "Deixe a poeira baixar" e, com mais calma, extraia do Feedback aquilo que poderá ajudá-lo a melhorar. Portanto, ao receber Feedbacks, mantenha o autocontrole, agradeça, ouça com atenção, pergunte e esclareça pontos que possam estar obscuros ou genéricos, reconheça os pontos válidos, organize o que ouviu, pergunte-se: "Como eu posso crescer com isso?", crie ações para mudar o que for preciso, e dê um retorno à pessoa que lhe deu o Feedback.

Torne agradável a experiência das pessoas em dar-lhe Feedbacks. Peça Feedback para sua equipe, seus pares, seu chefe, seu cônjuge, seus filhos, seus amigos, enfim, receba-os e use-os para tornar-se um ser humano, profissional e líder cada vez melhor.


*Acesse o Blog do Fabossi - www.blogdofabossi.com.br

 

Palavras-chave: | feedback | estilo de liderança | aprendizagem |

  • O que você achou? Avalie:
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
Enviar Comentar Compartilhar Imprimir
CONTEÚDO RELACIONADO
COMENTÁRIOS (0)
Ainda não há comentários.

Seja o primeiro, clique no ícone disponível logo acima e faça seus comentários.
PUBLICIDADE
Produtos RH.com.br

+ lidas
+ comentadas
+ enviadas
+ recentes
Produtos RH.com.br

Curso Online do RH.com.br

Curso Online do RH.com.br



PUBLICIDADE
Os textos publicados não representam, necessariamente, a opinião dos responsáveis pelo site RH.com.br. Confira o nosso Termo de Responsabilidade.
Todos os direitos reservados. É expressamente proibida qualquer reprodução.