O site de referência sobre Gestão de Pessoas.
Conheça os cursos online e os eventos virtuais do RH.com.br
Pesquisar
« Pesquisa Avançada »






20/01/2015
RH » Criatividade » Entrevista Enviar Comentar Compartilhar Imprimir

Abra as portas para sua criatividade!

Por Patrícia Bispo para o RH.com.br

Início de ano e grande parte da população chama para si a responsabilidade de novos desafios, tanto no campo pessoal quanto profissional. As empresas também traçam metas desafiadoras e para essas sejam atingidas serão necessários ingredientes fundamentais como, por exemplo: profissionais competentes e engajados, líderes que estimulem os times, presença recursos que possibilitem a obtenção de resultados e uma substância quase "mágica" - chamada por muitos de "criatividade".
Em teoria, todo ser humano é criativo. Contudo, a prática demonstra que existem fatores que estimulam o indivíduo a expressar a sua criatividade ou, então, a aprisioná-la. No campo corporativo, o estímulo pode der dado pelo meio em que o indivíduo está inserido e por quem o rodeia. Tomemos como exemplo uma liderança que consegue identificar os talentos existentes no seu time e dessa maneira, encontrar a melhor forma para levá-los ao desenvolvimento. Por outro lado, que oferece um impacto negativo, podemos nos deparar com "líderes" centralizadores, aqueles que fazem questão de trazer todos os holofotes para si quando uma conquista acontece, relegando ao décimo plano o esforço que os liderados empreenderam para a obtenção dos resultados.
Para André Rocco, sócio da BR Talent e consultor organizacional, o líder tem o papel de estimulador e de acolhedor das ideias, uma vez que ele deve ajudar a equipe a sair da zona de conforto e deve ser um agente capaz de criar um clima estimulante, ser participativo e, principalmente, saber ouvir o que os liderados têm a dizer. "O líder ajudar no processo de concretização da ideia, dando força para suas raízes, limpando os obstáculos e cuidando desta como um jardineiro. O líder deve saber reconhecer uma ideia e uma iniciativa", complementa. Em entrevista ao RH.com.br, Rocco pontua situações em que o processo criativo pode ser prejudicado e quais as ferramentas podem estimular a criatividade no dia a dia de trabalho. Boa leitura!


RH.com.br -
A compreensão sobre criatividade é a mesma daquela que se tinha há dez anos ou ocorreu alguma mudança?
André Rocco - Quando pensamos no processo criativo como ter um olhar diferenciado sobre um pensamento ou padrões, esta compreensão é a mesma. A diferença é que hoje as inovações e as criações aparecem e estão disponíveis de maneira muito rápida, por meio da internet e outras mídias. Portanto, hoje, deve-se enxergar além da grande quantidade de informação disponível, hoje a concorrência criativa é maior e mais evidente e concretizar a ideia é o grande diferencial.

RH - O que caracteriza um indivíduo com alto potencial criativo?
André Rocco - O indivíduo criativo é aquele que questiona padrões, vê e pensa além do ordinário, encontra o extraordinário. É um processo individual, mas também sistêmico e influenciado pelo ambiente, pela cultura, pelo oficio e outros fatores onde ele está inserido. O indivíduo criativo consegue acessar um grande número de informações, formata e cria conexões aparentemente inexistentes. O criativo tem que ter confiança e atitude para ação.

RH - Quem é criativo sempre consegue demonstrar um desempenho acima dos seus pares ou não?
André Rocco - Em geral, as pessoas criativas demonstram um desempenho melhor, pois têm a capacidade de analisar um processo, por exemplo, e enxergar mudanças não vistas anteriormente, resultando em menos tempo de trabalho ou em um resultado final com maior valor agregado. Esta inconformidade com o modelo já existente e com a repetição é a base do desenvolvimento continuo das pessoas e da organização.

RH - Podemos afirmar que hoje a criatividade é considerada uma das competências mais valorizadas pelas organizações?
André Rocco - Organizações são conjuntos de pessoas e uma organização inovadora que se desenvolve e que se diferencia no mercado depende de pessoas inovadoras. A partir das ideias destas pessoas, todo um modelo de eficiência, um produto ou todo um segmento podem ser alterados, pois não é possível resolver problemas atuais e cenários futuros repetindo os processos do passado. A criatividade hoje é o combustível que impulsiona o crescimento. Ela cria novas demandas e novas tendências.

RH - O que tem comprometido a criatividade dos talentos no ambiente organizacional?
André Rocco - O que mais compromete a criatividade nas organizações é o comportamento das pessoas, principalmente do líder. Uma ideia é como uma planta, nasce extremamente frágil e pode ser morta com apenas uma atitude ou uma palavra do gestor que diz um "não", ou que é difícil ou que não tem orçamento antes mesmo de verificar as possibilidades. Após algumas ações como esta o colaborador perde a motivação de inovar.

RH - E o que mais pode estimular uma pessoa a liberar a criatividade na empresa?
André Rocco - O líder é o maior estimulador. Ele deve acolher uma nova ideia e junto com a equipe ser um apoiador, examinando a viabilidade e apoiando na superação de obstáculos à ideia. As ideias mais inovadoras são as que nascem mais frágeis e inacabadas e precisam de mais cuidado, o resultado final pode ser ainda mais inovador e aplicável se construído em conjunto.

RH - O próprio ambiente físico pode ser um agente estimulante ou inibidor da criatividade?
André Rocco - O ambiente é sim um fator importante na criatividade. Se este ambiente reflete a criatividade, se traz mais elementos, cores, experiências e sensações, além de estimular o aprendizado e a troca este já cria um solo fértil para ideias.

RH - Que ferramentas podem ser aplicadas pelas empresas, para que a criatividade seja cada vez mais estimulada entre os talentos?
André Rocco - As empresas podem estimular esta cultura a partir da liderança e criar ambientes de divulgação, de comunicação e troca de ideias, permitindo que os colaboradores agreguem e participem na construção de uma inovação, de prêmios e de reconhecimentos. Essas são ótimas ferramentas.

RH - Que sugestões o senhor pode deixar para quem deseja liberar o seu potencial criativo, mas se sente podado por algum motivo?
André Rocco - Ouse, uma ideia criativa não precisa ser uma grande criação e de um evento que mudará o mundo. Faça algo diferente no seu cotidiano, pois a criatividade pode ser exercida em todas as atividades e pensamentos. E, principalmente, tire a ideia da cabeça e a concretize, torne sua ideia real, porque é aí que a mágica acontece.

 

Palavras-chave: | André Rocco | criativo | inovação |

  • O que você achou? Avalie:
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
Enviar Comentar Compartilhar Imprimir
CONTEÚDO RELACIONADO
COMENTÁRIOS (0)
Ainda não há comentários.

Seja o primeiro, clique no ícone disponível logo acima e faça seus comentários.
PUBLICIDADE
Produtos RH.com.br

+ lidas
+ comentadas
+ enviadas
+ recentes
Produtos RH.com.br

Curso Online do RH.com.br

Curso Online do RH.com.br



PUBLICIDADE
Os textos publicados não representam, necessariamente, a opinião dos responsáveis pelo site RH.com.br. Confira o nosso Termo de Responsabilidade.
Todos os direitos reservados. É expressamente proibida qualquer reprodução.