O site de referência sobre Gestão de Pessoas.
Conheça os cursos online e os eventos virtuais do RH.com.br
Pesquisar
« Pesquisa Avançada »






24/03/2015
RH » Comunicação » Artigo Enviar Comentar Compartilhar Imprimir

O sucesso da gestão está na capacidade de ver e ouvir

Por Fábio Mazotto para o RH.com.br

Não existe melhor condição para o sucesso de uma Gestão de Negócio, de Liderança e de Pessoas, se não aquela em que se sabe com o que estou lidando, onde estão as dificuldades, o que as pessoas estão pensando, como estou sendo visto, percebido e ou o que tenho que melhorar. Se o sucesso não está aí, no VER e OUVIR, certamente será alcançado somente se começar por aí.

Então, podemos concluir que o melhor gestor e ou o melhor líder empreendedor é aquele que consegue ver verdadeiramente entre nevoeiros e aquele que é capaz de ouvir especialmente quando não se está sendo dito nada (este ver e ouvir podem ser o mercado, os clientes, o líder, os parceiros e, principalmente, os colaboradores e a equipe). Isso porque enxergar e escutar (que é diferente de ver e ouvir), percebendo apenas o que está explícito ou escancarado não é diferencial, é consequência. Se diferenciar é VER e OUVIR o que poucos conseguem ou, no mínimo, fazê-lo antes da maioria.

É lógico que isso é muito difícil e que provavelmente ninguém consiga plenamente o tempo todo. Mas, é fato que quanto mais um empreendedor, um empresário, um líder desenvolve esta capacidade maior será o seu sucesso. Para contribuir com líderes e executivos já há algum tempo se encontram disponíveis algumas ferramentas, processos ou soluções. Certamente, boa parte de nós escutou falar: "Nenhum vento ajuda, quando não se sabe aonde se quer chegar" ou "Saber ouvir é a melhor qualidade de um negociador (vendedor, líder)", ou algo parecido com isso, e também se ouve, cada vez mais, falar-se sobre "Feedback", "Avaliação 360", "Pesquisa de Clima", "Pesquisa de Cultura", entre outras ferramentas ou processos que nada mais são do que a forma para VER e OUVIR o que se precisa.

É claro que nesta capacidade de VER e OUVIR estamos falando de fazer as leituras, de entender o que se está dizendo mesmo com o silêncio e o que está se expondo mesmo quando não existe mudança aparente de cenário. É ler nas entrelinhas. É importante deixar claro que este texto, muito pequeno, não tem a capacidade nem a pretensão de discutir plenamente um assunto tão importante, complexo e denso. Este fortalecimento do gestor, do líder ou do profissional como um especialista em ver e reconhecer os movimentos, os comportamentos, as adversidades e as oportunidades são um diferencial competitivo: no negócio, na gestão e na carreira.

Podemos facilmente entender que depois de VER e OUVIR verdadeiramente é preciso agir. A tão falada e desejada ATITUDE que realmente é um diferencial, mas que certamente terá melhor resultado nesta ordem, pois somente assim, agindo a partir do que se VÊ e OUVE, das informações, da leitura do cenário, do reconhecimento consistente, do planejamento, seja do mercado, dos clientes ou da equipe é que esta ação e execução poderá ter mais efetividade e assertividade.

É assim, com conhecimento de causa, VENDO e OUVINDO que todas as ações obtêm melhores resultados. Seja por parte de um analista de mercado financeiro, seja por parte de um desenvolvedor de produto, de um profissional de marketing, seja por parte de um investidor, de um gestor público..., e principalmente por parte de um empreendedor, empresário, líder ou gerente de pessoas.

Temos que ser capazes de VER e OUVIR como a minoria, principalmente o que a maioria não consegue falar, o que estão representando, e o que queriam fazer e dizer.

Simplificando, ser diferenciado é OUVIR e VER melhor, antes de todos, PENSAR e AGIR rapidamente, antes da maioria, e é fazer isso constante e ininterruptamente para fazer parte da minoria que são admirados, seguidos e têm sucesso.

Quem disse que é fácil? O fácil faz parte da maioria ou não estamos VENDO e OUVINDO isso?

 

Palavras-chave: | relacionamento interpessoal | comunicação interna | estratégia |

  • O que você achou? Avalie:
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
Enviar Comentar Compartilhar Imprimir
CONTEÚDO RELACIONADO
COMENTÁRIOS (1)
Cristina Péres em 30/03/2015:
Acredito plenamente que Ver e Ouvir são absolutamente necessários, não apenas para o desenvolvimento profissional mas também para o crescimento pessoal. Entretanto penso que as relações estão cada vez mais superficiais e, talvez por isso, a capacidade de Ver e Ouvir, estejam um pouco anestesiadas.

PUBLICIDADE
Produtos RH.com.br

+ lidas
+ comentadas
+ enviadas
+ recentes
Produtos RH.com.br

Curso Online do RH.com.br

Curso Online do RH.com.br



PUBLICIDADE
Os textos publicados não representam, necessariamente, a opinião dos responsáveis pelo site RH.com.br. Confira o nosso Termo de Responsabilidade.
Todos os direitos reservados. É expressamente proibida qualquer reprodução.