O site de referência sobre Gestão de Pessoas.
Conheça os cursos online e os eventos virtuais do RH.com.br
Pesquisar
« Pesquisa Avançada »






12/04/2016
RH » Comunicação » Artigo Enviar Comentar Compartilhar Imprimir

A importância do feedback assertivo

Por Flora Victoria para o RH.com.br

Feedback significa retroalimentação. No mundo corporativo, é um instrumento essencial de liderança para uma comunicação voltada ao desenvolvimento e ao aumento de resultados. Um líder que quer aumentar o desempenho do seu time tem que saber como influenciá-lo com sua liderança e extrair o melhor de cada indivíduo.

Muitos executivos evitam dar feedback por nutrirem expectativas negativas em relação a possíveis consequências (como, por exemplo, o receio de provocar reações indesejadas nas pessoas). Também é possível que eles não se sintam confiantes para dar feedback ou não possuam as habilidades e os conhecimentos necessários.

Um profissional sem feedback não sabe se está fazendo um bom trabalho, não se sente reconhecido e valorizado, perdendo, assim, sua motivação. Uma pesquisa do Instituto Gallup aponta que de 54% a 66% dos profissionais não estão engajados, de 11% a 17% estão ativamente desengajados e apenas 22% a 27% estão realmente engajados com o seu trabalho.

Mesmo diante desta crise de desengajamento, uma pesquisa feita para o livro The Power of Feedback aponta que 46% dos entrevistados não recebiam um bom feedback regularmente. Uma maneira de combater isso é por meio de uma comunicação efetiva que resulte em um feedback assertivo. Conheça agora algumas formas de se realizar um feedback eficaz:

1) Feedback Apreciativo: são elogios, focando nas realizações do funcionário, fortalecendo a autoestima, o senso de pertencer a um time e de valor para a corporação, confiança nas habilidades e competências. As dicas para um bom feedback apreciativo são: foque na identidade, faça em público, elogie o esforço e os resultados, ressalte as forças e características únicas do individuo, seja sincero.

2) Feedback Corretivo: são orientações assertivas que focam no que é necessário corrigir ou mudar. Fortalecem o senso de responsabilidade por erros e suas consequências, confiança no aprendizado e melhoria contínua. As dicas para um bom feedback corretivo são: foque no comportamento, faça individualmente, apresente o fato, o impacto e as consequências e solicite uma solução.

3) Feedback Regular: são comunicações mais frequentes, é o retorno que o líder precisa dar ao funcionário para que este siga a rota, fortalece a lealdade para com o líder, assim como o desafio constante de melhoria. As dicas para um bom feedback regular são: apresente o que foi feito corretamente; apresente as melhorias ou desafios; de forma geral elogie o esforço e resultado final.

Para um gestor, é importante lembrar que o feedback deve ser um diálogo no qual o funcionário deve estar confortável para expor suas dúvidas e dificuldades. É preciso discutir e orientar tarefas, criando um plano para atingir os objetivos desejados. Tendo a certeza de que as informações foram entendidas, um líder pode criar um caminho seguro para o crescimento profissional da pessoa, da equipe e da própria empresa.

 

Palavras-chave: | feedback | estilo de liderança | equipe |

  • O que você achou? Avalie:
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
Enviar Comentar Compartilhar Imprimir
CONTEÚDO RELACIONADO
COMENTÁRIOS (0)
Ainda não há comentários.

Seja o primeiro, clique no ícone disponível logo acima e faça seus comentários.
PUBLICIDADE
Produtos RH.com.br

+ lidas
+ comentadas
+ enviadas
+ recentes
Produtos RH.com.br

Curso Online do RH.com.br

Curso Online do RH.com.br



RH.com.br no Twitter


PUBLICIDADE
Os textos publicados não representam, necessariamente, a opinião dos responsáveis pelo site RH.com.br. Confira o nosso Termo de Responsabilidade.
Todos os direitos reservados. É expressamente proibida qualquer reprodução.