O site de referência sobre Gestão de Pessoas.
Inscrição com 20% de desconto para a Jornada de Liderança
Pesquisar
« Pesquisa Avançada »






25/02/2014
RH » Carreira » Dicas Enviar Comentar Compartilhar Imprimir

Características de uma empresa que afasta talentos

Por Patrícia Bispo para o RH.com.br

Toda empresa deseja captar talentos e formar um time que engajado, que "vista a camisa do negócio". Contudo, algumas organizações ficam apenas na "vontade", pois ao invés de atraírem bons profissionais, funcionam como verdadeiros repelentes até mesmo para aqueles que precisam de uma oportunidade no mercado. Mas, o que faz com que uma empresa afaste colaboradores de valor. Confira alguns dos fatores abaixo:

 


1 - Ausência de postura de desenvolvimento profissional. Dificilmente, um bom profissional se sentirá motivado a ingressar ou a permanecer numa empresa que não estimule o aprendizado contínuo. Vale aqui registrar não apenas os treinamentos formais, mas também as iniciativas que se registram no dia a dia das equipes, onde o profissional tem espaço para trocar ideias com os demais colegas e o seu líder.

 

2 - Profissionais que se intitulam de líderes, mas que na verdade só possuem o status de exercerem um cargo destacado no grau hierárquico, e que se aproveitam da situação para se tornarem tiranos. Em momento algum, liderança deve ser confundida com chefia, ou seja, aquele indivíduo que se senta por trás de uma mesa e só sabe delegar ordens aos gritos.

 

3 - Outro fator que também afugenta talentos é a presença de um ambiente organizacional doentio, onde se proliferam fofocas e conflitos constantes, que levam ao desgaste emocional e que podem culminar, até mesmo, no adoecimento orgânico e emocional do indivíduo.

 

4 - Ausência de condições mínimas de trabalham, que garantam ao profissional oferecer uma performance digna de suas competências técnicas e comportamentais. Infelizmente, há empresas que determinam metas e pouco se preocupam se a realidade vivenciada pelos seus talentos permite que as pessoas apresentem o desempenho desejado.

 

5 - Para algumas organizações, a premissa de que errar não é permitido é sempre lembrada dia a dia. Ou seja, se o profissional não tem o direito de cometer um equívoco, como ele se arriscará a apresentar um processo inovador, uma proposta que faça o rendimento de um setor melhorar? Em outras palavras, quando não se tem o direito de errar, não se pode arriscar. E quando não se pode arriscar, não se pode aceitar desafios e tampouco progredir.

 

6 - Qualidade de vida "zero". Hoje, os talentos fogem de empresas que não prezam pela melhoria da qualidade de vida no trabalho. E vale ressaltar que muitos preferem ganhar até mesmo, desde que tenham esse relevante fator preservado.

 

7 - Empresas aéticas costumam estar fora da lista dos profissionais mais disputados pelo mercado. Isso porque quando não há ética no ambiente organizacional, as pessoas recorrem a método para atingir metas, inclusive "passar a perna" nos companheiros de trabalho. O profissional de valor preza pela ética.

 

8 - Mudar jamais? Quem tem essa mentalidade está preso a paradigmas e feliz na zona de conforto. Se a empresa nega-se a mudar, certamente não será o local mais adequado para o talento que sempre busca melhorias profissionais e pessoais. Traduzindo: profissional de valor busca mudanças a todo o momento, pois entende que esse é um caminho rico para a aprendizagem.

 

9 - Mais um fator que espanta os talentos: empresa que não aprecia a diversidade. Hoje, tornou-se evidente que o diverso é um fator que agrega valor tanto para a empresa quanto as pessoas que a integram. Isso se justifica, porque quanto maior for o universo de experiências, de pontos-de-vista presentes na corporação maior será a chance de desenvolvimento das pessoas que formam o time.

 

10 - E já que mencionamos time: os talentos buscam empresas que estimulam o trabalho em equipe. As pessoas passaram a ter consciência de que quando somam esforços, unem-se, elas conseguem resultados mais expressivos, em menor espaço de tempo. Destaquemos aqui que trabalhar em equipe tem sido apontado como diferencial expressivo nos processos seletivos de empresas que se destacam no mercado.

 

Palavras-chave: | taento | captação | retenção |

  • O que você achou? Avalie:
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
Enviar Comentar Compartilhar Imprimir
CONTEÚDO RELACIONADO
COMENTÁRIOS (3)
THYARA em 12/03/2014:
BOAS DICAS, DETALHES CHAVE QUE UMA EMPRESA PRECISA PARA FUNCIONAR CORRETAMENTE.

José Augusto Marques em 28/02/2014:
Gostei muito das questões abordadas. Realmente a maioria das Empresas necessitam de mudanças gerais para que possam manter os seus talentos e poder captar outros tantos.

DIANDRA NASCIMENTO em 27/02/2014:
Que bom seria se as empresa levassem essas dicas a sério!

 
PUBLICIDADE
Produtos RH.com.br

+ lidas
+ comentadas
+ enviadas
+ recentes
Produtos RH.com.br

3ª Jornada Virtual de Recursos Humanos

Programa de Autodesenvolvimento



RH.com.br no Twitter


PUBLICIDADE
Os textos publicados não representam, necessariamente, a opinião dos responsáveis pelo site RH.com.br. Confira o nosso Termo de Responsabilidade.
Todos os direitos reservados. É expressamente proibida qualquer reprodução.