O site de referência sobre Gestão de Pessoas.
Conheça os cursos online e os eventos virtuais do RH.com.br
Pesquisar
« Pesquisa Avançada »






23/02/2016
RH » Carreira » Artigo Enviar Comentar Compartilhar Imprimir

Carreira X Maternidade

Por Rachel Loberto para o RH.com.br

Ser mãe no século 21 tornou-se uma tarefa tão exaustiva e impossível para algumas mulheres que, muitas vezes, penso que o ser humano esqueceu-se que ter um filho é algo da nossa natureza, parte da nossa evolução. Ou seja, deveria ser um momento que nos trouxesse mais lucidez e realizações do que questionamentos ou frustrações.

Talvez o acúmulo de papéis e a cobrança social sobre o que é ser uma mãe exemplar e uma profissional de sucesso seja a causa ou o começo dessa confusão. Com tantos sites relacionados ao assunto, grupos em redes sociais e conhecidos prontos para julgarem o seu modo de ser mãe, não é de se espantar que muitas mulheres se frustrem ao buscar um ideal que não lhes pertence. Muitas chegam a se questionar sobre a real possibilidade de conciliar a maternidade e a vida profissional. Será que precisamos escolher entre um ou outro? Ou devemos assumir que jamais seremos a mãe ideal e a profissional excelente que sonhamos ser um dia?

Não é incomum encontrar mulheres que não têm horário para saírem do escritório sentindo-as culpadas pelo tempo que não estão com seus bebês ou até mesmo o próprio oposto, mulheres que optaram por não trabalhar e em alguns momentos arrependem-se, pois carregam com si o medo de não conseguirem voltar para o mercado depois que os filhos crescerem. Enfim, infinitas possibilidades e escolhas, até feitas de forma consciente, mas que trazem diferentes e conflitantes sentimentos no dia a dia dessas mulheres.

E é aqui que nos deparamos com a verdadeira questão: o que é para você ser uma profissional de sucesso? Como qualquer trajetória, só conseguimos definir qual estrada pegar se soubermos exatamente onde queremos chegar. E esse destino não pertence a mais ninguém definir.

Para nos sentirmos plenos e realizados, precisamos ter clareza sobre o que desejamos atingir. Reserve um tempo do seu dia, 30 minutos se possível, e reflita como você desejava ser como profissional e como mãe, respondendo as seguintes questões:
- Para você, o que é ser uma profissional excelente?
- E como mãe, como você acredita ser a mãe ideal?

Para isso, livre-se dos padrões pré-estabelecidos que nos bombardeiam todos os dias, através dos veículos de comunicação especializados ou até mesmo blogs de maternidade e carreira. Foque em ser honesta consigo mesma, buscando responder aquilo que realmente acredita. O primeiro passo é identificar o que você deseja nesses dois campos da sua vida. Tendo claro o que acredita ser o seu modelo ideal, é mais fácil e prazeroso alcançar esse objetivo.

Agora, sabendo exatamente o que você de seja como profissional e como mãe, te convido a dar um segundo passo e avaliar, de zero a dez, o quão satisfeita você está consigo mesma nessas duas esferas.

Você estaria disposta a fazer a sua nota ser um dez? Então, quais são os dois pequenos passos que você pode dar, a partir de agora, para que o nível de satisfação nessas duas esferas aumente? O que pode te deixar mais próxima do seu ideal?

Quando pensamos nos papéis que exercemos na nossa vida, algumas vezes temos a tendência a achar que para melhorar um, consequentemente outro será prejudicado. Mas com o tempo observei que o que acontece é justamente o oposto. Ao desenvolvermos e nos dedicarmos a melhorar algo que está nos deixando insatisfeitas, a consequência é que ganhamos energia, através da realização e sensação de plenitude, para alavancar todas as outras esferas que fazem parte do quem somos.

Acredite: uma esfera não precisa anular a outra. É possível SIM conciliar a maternidade com a carreira profissional. Como tudo nessa vida, é preciso buscar o equilíbrio e saber traçar metas e ideais que estejam de acordo com os seus valores e com o que você acredita. Só assim a escolha, o tempo dedicado e os momentos vividos em cada uma dessas esferas trarão a sensação de realização e prazer. É preciso lembrar que cobranças e buscar se desenvolver sempre é saudável, a partir do momento que faça sentido para você!

 

Palavras-chave: | crescimento profissional | mulher | aprendizagem |

  • O que você achou? Avalie:
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
Enviar Comentar Compartilhar Imprimir
CONTEÚDO RELACIONADO
COMENTÁRIOS (0)
Ainda não há comentários.

Seja o primeiro, clique no ícone disponível logo acima e faça seus comentários.
PUBLICIDADE
Produtos RH.com.br

+ lidas
+ comentadas
+ enviadas
+ recentes
Produtos RH.com.br

Curso Online do RH.com.br

Curso Online do RH.com.br



PUBLICIDADE
Os textos publicados não representam, necessariamente, a opinião dos responsáveis pelo site RH.com.br. Confira o nosso Termo de Responsabilidade.
Todos os direitos reservados. É expressamente proibida qualquer reprodução.